Os melhores clubes privês de Londres

Ser membro de um clube privado na capital inglesa é essencial para quem tem estilo. Conheça quatro dos mais disputados

Mariane Morisawa, especial para o iG

Os clubes privados são uma tradição inglesa assim como a rainha, o chá das cinco e os ônibus doubledecker. Mas, em vez de reunir apenas os senhores elegantes e aristocráticos do passado, agora há para todo tipo de público. Confira os mais exclusivos e, ainda assim, badalados.

(Abaixo, galeria de fotos com mais detalhes)

Divulgação
Um dos mais antigos e hypados clubes privados de Londres é o The Arts Club
The Arts Club

O lugar existe há séculos, mas só se tornou hype quando Arjun e Jai Waney e Gary Landerberg assumiram o The Arts Club. Com várias salas diferentes, tem design de David D’Almada – e colaboração de Gwyneth Paltrow. A biblioteca tem tons de bronze, enquanto a Brasserie e o Oyster Bar são em azul com azulejos inspirados no Art Deco e têm chão de mármore italiano preto, branco e cinza. O menu é de Raphael Duntoye, do Le Petit Maison, e há delícias preparadas pelo chef pâtissier Claude La Marche.

Outros nomes estrelados fazem parte do negócio: a curadora Amelie von Wedel escolheu a coleção permanente com obras de Tomas Saraceno, John Baldessari e George Condo, que também vão receber a companhia de exposições temporárias. Mark Ronson é o diretor musical, responsável por uma programação que tem apresentações seis noites por semana e já atraiu nomes como Ronnie Wood, Noel Gallagher e Damon Albarn. A agenda conta também com cabaré e cinema.

Para ser membro, é preciso pagar adesão de 2.000 libras e uma anuidade de 1.500 libras.

Serviço:
The Arts Club
40 Dover Street, W1S 4NP

Divulgação
NO Home House o destaque fica por conta do bar projetado por Zaha Hadid
Home House

Com dois restaurantes, dois bares, salas de festas, jardim interno, academia de ginástica, quartos e suítes, não faltam atrações no edifício construído no século 18 que já serviu de sede para o Courtauld Institute of Art. Uma das partes foi redecorada em 2010 pelo escritório Candy & Candy, em tons de ameixa, azul petróleo e marrom.

O maior destaque é o bar projetado por Zaha Hadid, de design futurista, no House Bar & Lounge. Aconchegante, o Bison Bar tem atmosfera íntima, mas permite acompanhar o noticiário e jogos pelas televisões de plasma. Outro espaço mais reservado é o Fumoir Snug, nos jardins internos do clube. O restaurante de estilo brasserie acomoda 80 clientes, com menu entre o francês e o inglês.

Quem quer um lugar para descansar encontra 20 quartos e suítes à disposição, alguns com boas histórias – o de Lady Charlotte supostamente é mal-assombrado, por exemplo. A academia de ginástica tem como personal trainer residente Jonathan Goodair, o preferido das estrelas na cidade.

O acesso completo individual custa 1.840 libras anuais, mais uma adesão do mesmo valor.

Serviço:
Home House
20 Portman Square, W1H 6LW

Divulgação
No Apartment 58 a decoração tem ar de casa aconchegante
Apartment 58

Que tal um clube privado exclusivo para profissionais da indústria criativa, da moda, cinema, música ou design? É essa a ideia do Apartment 58, inaugurado recentemente em pleno Soho, um espaço para trabalhar, fazer reuniões e socializar, fundado por Alan Grant. Dessa forma, as pessoas que trabalham nessas áreas não precisam ter seus próprios escritórios ou estúdios.

A decoração de Mia Wallenius tem ar de casa aconchegante, com tons de chocolate, âmbar e purpura misturados a azul claro e cinza, em móveis de design do século 20. A tecnologia é fundamental, com um incentivo ao uso mínimo de papel. O cartão de benefícios para os membros serve também como cartão de crédito. O bar serve coquetéis o dia inteiro e é possível ter acesso a alguns dos melhores restaurantes do bairro. Duas filiais, uma em Notting Hill, outra na zona leste de Londres, abrem até 2013.

Há uma adesão de 120 libras e a anuidade para todos os apartamentos de Londres custa 720 libras.

Serviço:
Apartment 58
58 Poland St, WIF 7NR

Divulgação
No boêmio Soho, o Groucho Club atrai publicitários, cineastas e músicos
The Groucho Club

Como o Apartment 58, o Groucho Club também está instalado no boêmio Soho, atraindo publicitários, cineastas e músicos. O lugar tem instalações como o colorido The Soho Bar, com capacidade para 100 pessoas, o redecorado The Gennaro Room, bom para um drinque ou um jantar, e The Snooker Room, dominado pela mesa de snooker. The Dining Room tem menu eclético, com pratos de inspiração mediterrânea e inglesa.

O curador Nicky Carter selecionou obras de arte de Gary Hume e Damien Hirst, entre outros, para a coleção do clube. Como é de praxe nos clubes privês, também há quartos para os clientes, todos bem equipados. A adesão custa 695 libras, com a anuidade de 1.390 libras.

Serviço:
The Groucho Club
45 Dean Street, W1D 4QB


VEJA MAIS DETALHES DOS CLUBS NA GALERIA ABAIXO:

No Soho, o Groucho Club atrai publicitários, cineastas e músicos. Foto: Divulga¿oEntre as instalações do Groucho está o colorido The Soho Bar, com capacidade para 100 pessoas, e o redecorado The Gennaro Room. Foto: Divulga¿oPublicidadeO curador Nicky Carter selecionou obras de arte e peças de design para a decoração do Groucho. Foto: Divulga¿oClima intimista com adesão de 695 libras e a anuidade de 1.390 libras. Foto: DivulgaçãoAres de casa também no Groucho. Foto: Divulga¿oAlém de salões, o Groucho oferece quartos bem equipados, como é praxe nos clubes londrinos. Foto: Divulga¿oO The Arts Club tem várias salas diferentes, com design de David D’Almada e colaboração de Gwyneth Paltrow. Foto: Divulga¿oNos bares e restaurantes do The Arts Club o menu é de Raphael Duntoye, do Le Petit Maison, e delícias do chef pâtissier Claude La Marche. Foto: Divulga¿oTambém no Soho, o Apartment 58 é mais do que um clube, é um espaço para um espaço para trabalhar, fazer reuniões e socializar. Foto: Divulga¿oFundado por Alan Grant, o Apartmente 58 serve coquetéis o dia inteiro . Foto: Divulga¿oA decoração de Mia Wallenius traz peças bem caseiras, quase kitsch, ao Apartment 58. Foto: Divulga¿oO Home House fica no edifício construído no século 18 que já serviu de sede para o Courtauld Institute of Art. Foto: Divulga¿oDetalhe do House Bar & Lounge projetado por Zaha Hadid: design futurista. Foto: Divulga¿oO acesso completo individual ao Home House custa 1.840 libras anuais, mais uma adesão no mesmo valor. Foto: Divulga¿o


Leia também:
-
O jeito de hospedar da família Ferragamo
-
Outlets de luxo na Europa viram destino de brasileiros
-
Alugue uma ilha só pra você


Acompanhe as novidades do iG Luxo também pelo Twitter.


 

Leia tudo sobre: clubs privadosclub privêlondres

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG