Empresa de Philippe Starck busca projetos no Brasil

Especializada em interiores e arquiteturas de grife, yoo quer trazer designers famosos para assinar shoppings, hotéis e casas pelo País

Juliana Bianchi , iG São Paulo |

O Brasil já atingiu um patamar de sofisticação e abertura suficientes para aceitar projetos de design mais arrojados.” É com esta certeza que Carina Bendeck, diretora para a América Latina do escritório de design yoo desembarcou no País há três meses para procurar parceiros interessados em implantar o que poderão ser os primeiros trabalhos de designers renomados, como Marcel Wanders, Jade Jagger, Anouska Hempel e Kelly Hoppen (famosa por projetar as casas de Elton John e David Beckham) – entre outros que fazem parte da cartela de parceiros da empresa britânica –, por aqui. ”Queremos atender pessoas que valorizam o design como parte de um estilo de vida único”, diz a executiva.

Leia ainda:
- Morar em casa com grife vira tendência no Brasil

Veja na galeria alguns projetos da yoo pelo mundo 

Nordelta, primeiro empreendimento da yoo na Argentina. Foto: DivulgaçãoPróximo a Buenos Aires, o projeto de interior tem linhas clean e leva a assinatura de Philippe Starck. Foto: DivulgaçãoO yoo Nordelta é um projeto arquitetônico assinado por  Carlos Ott,  autor de numerosos projetos em todo mundo, entre eles a Ópera de la Bastilha, de Paris. Foto: DivulgaçãoNos apartamentos, diferentes estilos se unem num conjunto harmônico, típico de Starck. Foto: DivulgaçãoNa área externa, privacidade e elegância. Foto: DivulgaçãoEm Miami, o trabalho da yoo em parceria com Marcel Wanders no lobby do Icon South Beach. Foto: DivulgaçãoA estética fora do padrão de Starck no Icon Brickell, em Miami. Foto: DivulgaçãoToques de Fornasetti no Icon Brickell by yoo. Foto: DivulgaçãoÁrea externa do empreendimento Icon Puerto Vallarta, no México.. Foto: DivulgaçãoDetalhe do jardim secreto criado pela yoo by Starck, em Puerto Vallarta. Foto: DivulgaçãoNo calor do México, por que não se refrescar batendo-papo dentro da piscina?. Foto: DivulgaçãoMóveis de designers famosos se misturam a peças exclusivas criadas por Starck nos projetos da yoo. Foto: DivulgaçãoSala de cinema com toque dramático no Icon Puerto Vallarta. Foto: DivulgaçãoBarkli Park é o primeiro projeto yoo da Rússia inspirado por Starck. Foto: DivulgaçãoLocalizado no coração de Moscou, junto ao Parque Ekaterininskiy, o projeto do Barkili tem assinatura de Kelly Hoppen. Foto: DivulgaçãoBarkli Parque terá 130 apartamentos decorados pela yoo. Foto: DivulgaçãoO surrealismo de Starck também aparecem no projeto da yoo em Punta del Este. Foto: DivulgaçãoRecantos e jardins secretos em Punta. Foto: DivulgaçãoA teatralidade da decoração contrasta com peças claras e ambientes onde predomina a luz natural. Foto: DivulgaçãoO yoo Pune, é o primeiro projeto de Starck na Índia. Foto: DivulgaçãoNo yoo Pune, a duas horas e meia de Mumbai, 228 residências inspiradas no estilo do designer francês. Foto: DivulgaçãoProjetos assinados por designers reconhecidos mundialmente chegam a valer 20% acima da média . Foto: DivulgaçãoAssim como nos demais países onde a yoo está presente, grande parte dos imóveis são vistos como investimento. Foto: Divulgação

Criada em 1999 pelo empresário londrino John Hitchcox e o designer francês Philippe Starck, corresponsável pelo interior do hotel Fasano Rio e idealizador do complexo de entretenimento e hotelaria que deverá surgir na área tombada do extinto Hospital Matarazzo (SP), a yoo se especializou em desenvolver projetos residenciais e comerciais de grife por todo o mundo. De Punta del Este (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina) à Dinamarca, Emirados Árabes, Inglaterra, Estados Unidos, Venezuela e México, a empresa já contabiliza 47 empreendimentos em 23 países, totalizando 1.105 milhões de m² construídos, avaliados em US$ 7 bilhões.

Mais:
- Os mais imponenter projetos de hotéis assinados por Philippe Starck

“Mas não queremos ser como cogumelos, que nascem um ao lado do outro. Cada cidade terá no máximo dois empreendimentos com nossa assinatura”, afirma Carina, determinada a manter a exclusividade. A estratégia tem ainda outra razão de ser. O mercado de incorporadoras precisa buscar diferenciais para agregar valor em seus projetos, e, segundo a executiva, obras assinadas por designers reconhecidos mundialmente chegam a valer 20% acima da média do mercado e dificilmente se desvalorizam com o passar dos anos. O que os tornam mais do que um objeto de desejo, mas um bom investimento a longo prazo.

Divulgação
Sala de bilhar do Icon Brickell, yoo inspirado por Starck

Daí os empreendimentos da yoo terem, em geral,muitos compradores estrangeiros, independentemente de sua localização no globo. No residencial que estão construíndo na Argentina, por exemplo, apenas 50% das unidades comercializadas são para moradia do comprador.

Mais:
- Tenha uma casa na Disney 

No Brasil, entretanto, o maior foco são os shoppings centers. “Queremos fazer pequenos shoppings de luxo fora do eixo Rio – São Paulo, onde há grande poder aquisitivo, mas o público aspiracional não encontra nada por perto”, diz Carina, que garante que, por isso mesmo, o País é hoje muito mais interessante do que os próprios EUA dentro da estratégia de crescimento da empresa.

Talvez por isso, ou para tornar a aproximação mais simpática aos olhos do empreendedor local, a yoo não descarta a ideai de agregar alguns arquitetos brasileiros a seu time estrelado. “O Brasil tem muitos bons profissionais”, diz ela, sem dar pistas concretas de quem seria o escolhido. “Tem de ser alguém que pense ‘out of the box’ (fora da caixa, dos padrões) e que coloque os desejos do cliente acima dos seus”, completa, atentando para a missão embutida no próprio nome da empresa (lê-se you, você em inglês).

Conheça:
- Um hotel veneziano ao estilo Starck 

“Não pode ser como eu desenho, mas como você quer viver. Isso dentro de um padrão estético que precisa ser respeitado, claro.” O que significa que dificilmente se verá interiores assinados por algumas das maiores estrelas do design mundial em um dos prédios com arquitetura neoclássica que pipocam pelo País. “Não fazemos breguices, há sempre uma negociação.”

Entre os estilos de seu portfólio que Carina considera mais apropriado para o Brasil está o de Jade Jagger, filha do cantor Mick Jagger. “Ela tem uma linha meio hippie-chic que cairira bem por aqui, mas 50% dos pedidos recaem sobre Starck mesmo, por ser mais conhecido.”


Leia também:
- Hotéis de um quarto são tendência no mundo
- Alta joalheria invade o cinema
- Um iate para navegar sem impactar a natureza

Acompanhe as novidades do iG Luxo também pelo Twitter.

 

Leia tudo sobre: yooarquitetura com grifestarck

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG