Turismo de aventura e com experiências exóticas em lugares inusitados cresce

Por Alessandra Oggioni , especial para o iG

compartilhe

Tamanho do texto

Férias ao lado de leões no Senegal ou em vulcões na Islândia estão se tornando mais comuns entre os brasileiros

Depois de já ter viajado para mais de 20 países e conhecido os pontos turísticos mais famosos do mundo, a assistente comercial Cláudia Arcibelli Dimâmpera resolveu fazer algo diferente: foi para o Senegal, na África, observar de perto a cultura local e vivenciar o contato com animais selvagens. Um dos lugares escolhidos foi a reserva Fathala, na qual ela teve a possibilidade de ficar cara a cara – literalmente – com leões, zebras, búfalos, antílopes, macacos. “Amo bichos e sempre quis vê-los de perto, mas não em zoológicos. Então, decidi procurá-los em um habitat natural”, diz ela, que esteve também em Gâmbia.

Mais:
- Hotéis de tirar o fôlego

Hóspedes do Peter Island Resort, no Caribe, podem treinar triatlo com personal trainer, ao longo de oito quilômetros de praias. Foto: DivulgaçãoO fotógrafo Haroldo Castro acompanha turistas em locais como este, o lago de argila seca e dunas vermelhas, em um parque na Namíbia. Foto: Haroldo CastroNo Parque Nacional Etosha, também na Namíbia, turistas podem registrar cliques como este: de dois elefantes medindo forças. Foto: Haroldo CastroO Jardim das 108 Estupas, na Mongólia, um dos lugares sagrados do monastério Khamar, é outra sugestão de passeio proposta pelo fotógrafo. Foto: Haroldo CastroA Etiópia é outro local que está atraindo turistas brasileiros, segundo o fotógrafo Haroldo Castro, que organiza viagens deste tipo. Foto: Haroldo CastroNo hotel La Jolla, em San Diego, na Califórnia, os hóspedes podem treinar stand up paddle nas praias ou em cavernas marítimas. Foto: Everyday CaliforniaA assistente comercial Cláudia Arcibelli fica em contato com um leão na reserva Fathala, no Senegal. Foto: DivulgaçãoCláudia Arcibelli também conheceu melhor a cultura do povo africano e carregou um bebê em uma aldeia no Gâmbia. Foto: Divulgação

Apesar de admitir que não foi a viagem mais confortável do mundo, Cláudia afirma que experiências como esta valem por si só. O que realmente interessa é, de fato, o contato mais íntimo com a natureza e a maior integração com moradores da região, e não a cama de um hotel cinco estrelas. “É uma sensação surreal, parece um sonho, algo inesquecível”, comenta a assistente comercial.

De acordo com Regina Helena Dworgak, diretora da Destine Operadora de Turismo, férias como as de Cláudia são realmente uma tendência. “Está se tornando mais comum a busca dos turistas brasileiros por pacotes mais originais, para destinos mais exóticos”, afirma. Tanto é que a agência resolveu apostar em viagens mais “inusitadas”, para lugares como Mongólia, Finlândia, Groenlândia e Islândia, este um dos mais procurados. “Além da observação de baleias e golfinhos, o local é uma terra bem selvagem, com cavernas, gêiseres e muita atividade vulcânica, o que possibilita ver algo bem diferente do que estamos acostumados”, explica.

Divulgação
Ilha particular do Caribe se transformou em uma espécie de centro de treinamento para competidores de triatlo

A valorização de experiências culturais em lugares mais remotos também é o foco do fotógrafo Haroldo Castro, que se especializou em acompanhar turistas a países da Ásia e da África. “Queremos que o viajante conheça como vivem os nômades mongóis ou sinta a força da natureza nos parques nacionais africanos”, comenta o profissional, que publicou fotos da passagem dele por 18 países do continente africano no livro “Luzes da África”.

Entre as recomendações de Haroldo nas andanças pela Ásia e África estão visitas à nascente do Rio Nilo Azul e aos castelos medievais de Gondar, ambos na Etiópia, o Jardim das 108 Estupas, na Mongólia, além do lago de argila seca no Parque Nacional Namib-Naukluft, na Namíbia.

Apelo esportivo
Além do contato com animais selvagens ou de conhecer culturas tão distintas, praticar esportes em paisagens de tirar o fôlego também é atrativo para quem busca férias mais inusitadas. É possível, por exemplo, ir às Ilhas Virgens Britânicas para se preparar para uma competição de triatlo. Quem oferece o serviço é o Peter Island Resort, um dos hotéis mais luxuosos do Caribe, localizado próximo a Porto Rico. A ilha particular foi transformada em uma espécie de centro esportivo, com foco em corrida, bicicleta e natação, tudo com acompanhamento de um personal trainer.

No local, todas as manhãs os visitantes podem treinar oito quilômetros ao longo das praias de águas transparentes e mornas que banham a ilha. "Com a crescente popularidade das competições de triatlo, ocorreu-nos que Peter Island reúne todos os componentes terrestres e marítimos necessários para criar um desafio esportivo, no qual os hóspedes podem desfrutar durante a estadia", afirma Wilbert Mason, gerente-geral do hotel.

Ainda neste conceito de esporte e lazer, o hotel La Jolla, em San Diego, na Califórnia, também resolveu atrair os praticantes do stand up paddle, uma espécie de surfe com remo. O local oferece aulas da modalidade em um cenário incrível: as La Jolla Seven Sea Caves, um conjunto de cavernas marítimas com águas tranquilas e variadas espécies marinhas.

Mais:
- As piscinas mais incríveis em hotel

Cruzeiros também entram na onda
E não é só em terra firme que a busca por viagens inusitadas se espalha. Ter uma experiência diferente a bordo de um navio também é possível. Pelo menos é o que propõe um dos cruzeiros da Stella Australis, em uma expedição à Patagônia para participar de um workshop de fotografia.

Sob a supervisão do fotógrafo Araquém Alcântara, são quatro dias navegando entre Punta Arenas, no Chile, e Ushuaia, na Argentina, para aprender a registrar ângulos bacanas de paisagens geladas, como o Estreito de Magalhães, no limite sul da Patagônia chilena, ou o lendário Cabo Horn, que separa uma parte do território entre Chile e Argentina.

Leia também:
- Onde o turismo de luxo é mais barato
- Alugue uma ilha só para você


Leia tudo sobre: turismoaventuraecoturismoexperiêncialuxoÁfricaÁsiaChileArgentina

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas