Ganchos vira alvo de empreendimentos de alto padrão

Depois de ganhar visibilidade, a região em Santa Catarina deverá receber uma nova unidade do Txai e um condomínio aeronáutico

Lívia Alves, iG São Paulo |

Divulgação
Habitada por açorianos, há 47 anos, o munícpio de Governador Celso Ramos (SC) está, atualmente, na rota do turismo de luxo no Brasil
Entre as badaladas praias de Florianópolis e Camboriú, em Santa Catarina, uma antiga aldeia de pescadores vem atraindo a atenção de investidores e visitantes. Com apenas 13 mil habitantes, o município de Governador Celso Ramos, também conhecido como “Ganchos”, está na rota do turismo de luxo do Brasil.

Até 2016, pelo menos seis empreendimentos de alto padrão - entre eles resorts, condomínios residenciais e aeronáutico, uma marina e até um hospital - vão se instalar na região e devem injetar na cidade aproximadamente R$ 4 bilhões.

Divulgação
Suas 30 praias calmas, de águas cristalinas e mornas,atraíram investidores do mundo inteiro, como espanhóis e ingleses
“São 100 km² de área preservada, com 30 praias calmas, de águas cristalinas e mornas, juntamente com nossa política de desenvolvimento e modo de viver - herdado da cultura açoriana -, além de toda a privacidade e sossego da região que vem atraindo investidores e visitantes”, afirma o prefeito Anísio Soares.

O primeiro a apostar na área foi resort Ponta dos Ganchos - apontado em 2010 pela conceituada revista de turismo de luxo Condé Nast Johansens, como o Melhor Hotel Romântico da América do Sul – que ali se instalou há 10 anos. “Foi a partir do resort que o município passou a receber mais turistas, mas não perdeu o caráter bucólico e exclusivo”, afirma Nicolas Pelluffo, diretor-geral do hotel.

Divulgação
O resort Ponta dos Ganchos foi o primeiro grande investimento do município
Novos empreendimentos
Com o sucesso do Ponta dos Ganchos, outros empreendimentos de luxo resolveram apostar na região. Caso da nova filial do Txai, do grupo BHG, que será inaugurado em 2013, apenas uma praia de distância do concorrente desbravador. “Nossos hotéis estão localizados em lugar de rara beleza cênica e natural, o que se encaixa perfeitamente com o que encontramos em Governador Celso Ramos”, diz José Romeu Neto, vice-presidente do BHG.

O resort terá o investimento de R$ 140 milhões e ocupará uma área de 530.473,53 m², com sete praias - algumas de águas calmas e outras ideais para a prática do surf – e nove nascentes. Desse total, 86% corresponde a terreno com Mata Atlântica preservada.

A estrutura terá 132 unidades – entre bangalôs, residences, lofts e estúdios – que contarão com serviço de hotelaria e poderão usufruir de spa, sala de ginástica, quadras esportivas e piscinas. Já à venda, as residências não saem por menos de R$ 650 mil, sendo que o preço varia de acordo com a localização.
Além do Txai Ganchos, outro empreendimento de alto padrão que também já obteve as licenças necessárias para a construção é o Fly Ville, primeiro condomínio aeronáutico da região.

Divulgação
O Fly Ville terá 75 hangares e 280 terrenos com acesso à pista de pouso
Segundo Cristiano Cardoso, proprietário da Novoteto Empreendimentos Imobiliários, empresa responsável pelo condomínio, em parceria com a construtora Lock’s, o Fly Ville terá 75 hangares e 280 terrenos com acesso à pista de pouso apropriada a aviões de pequeno e médio porte.
“Os proprietários poderão alugar ou construir seus próprios hangares”, diz Cardoso. O condomínio contará com investimento de R$ 100 milhões. A estimativa é que os primeiros terrenos estejam à venda a partir de maio.

Visibilidade estrangeira
Não são apenas investidores brasileiros que estão de olho em Governador Celso Ramos. Espanhóis e ingleses também viram a possibilidade de expandir seus negócios em solo brasileiro. Um deles é a Quinta dos Ganchos, apontado pelo prefeito da cidade, Anísio Soares, como o maior e mais caro empreendimento da região.

Com investimento previsto de R$ 2,5 bilhões, ocupará uma área de 1,2 mil hectares, que terá marina para 700 embarcações, quatro campos de golf, centro hípico, clube de tênis com quadras de squash e paddle, piscinas e salas de ginástica. Quatro hotéis de alto padrão, spa e hospital também fazem parte do projeto residencial.

Valorização
Com tantos investimentos na região a valorização dos terrenos foi uma conseqüência natural. Nos últimos cinco anos, os corretores locais têm notado um incremento anual de, em média, 15% no valor do metro quadrado.

“Hoje, aqui em Governador Celso Ramos, é possível encontrar terrenos que vão de R$ 80 mil a R$ 500 mil, dependendo de quão próximo está da praia”, afirma Maristela Rushel, proprietária da corretora de imóveis que leva seu nome.

    Leia tudo sobre: GanchosTxaiPonta dos Ganchosfly ville

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG