O discreto vizinho do Cipriani

Instalado no mesmo terreno do celebrado hotel de Veneza, Palazzo Vendramin tem mordomo e quarto com jardim privativo

Mariane Morisawa, especial para o IG Luxo, de Veneza |

Divulgação
Gerard Gallet decorou as suítes do Vendramin com móveis de época, tecidos luxuoso e luminárias Murano

Até o fim de novembro Veneza ganha movimento extra por conta da Bienal de Arquitetura, este ano dirigida pela arquiteta japonesa Kazuyo Sejima. Destino natural dos viajantes mais românticos e exigentes, a cidade italiana reserva inúmeros hotéis instalados em construções centenárias.

Mas, sem dúvida, o mais celebrado deles é o Cipriani. Refúgio de grandes colecionadores de arte, empresários e astros de Hollywood – principalmente durante o Festival de Cinema - suas instalações ficam em uma das pontas da ilha da Giudecca, perto o bastante da agitação da Piazza San Marco e longe o suficiente para manter a tranquilidade e a privacidade.

Divulgação
Quarto com vista para Basílica de São Marcos, Veneza

Barcos estão à disposição dos hóspedes 24 horas por dia para fazer os traslados. Ali mesmo, dentro do terreno do legendário hotel aberto em 1958, há outro ainda mais exclusivo e discreto, o Palazzo Vendramin, que já hospedou, entre outros, a Lady Diana.

Instalado num prédio originalmente do século 15, reconstruído no século 18 – uma das antigas portas ainda existe –, tem apenas três quartos single com hidromassagem e oito suítes, algumas com terraço ou jardim particular e todas com bar e uma cozinha equipada com taças, prataria e porcelana para que jantares sejam servidos ali mesmo.

Divulgação
Mordomo e camareira mimam os hóspedes do Palazzo

Um mordomo fica à disposição do hóspede para que ele se sinta como se estivesse em casa e pode providenciar desde um jantar íntimo a servir coquetéis e marcar os serviços do hotel, que conta com spa e a única piscina do centro de Veneza.

Muitos dos clientes são assíduos, e os mordomos costumam saber seus gostos de cor. A decoração de Gerard Gallet casa bem com o espírito do prédio em estilos góticos e veneziano, com cores como terracota e rosa pálido, móveis de época, tecidos luxuosos da Fortuny e luminárias de vidro de Murano, mas com leveza, para que o hóspede não se sinta oprimido. As diárias variam entre 550 euros e 5.600 euros (preços de outubro).

Divulgação
O barco do Cipriani fica à disposição dos clientes do hotel

No térreo do prédio fica o restaurante Cip’s Club, que conquistou os hóspedes e os visitantes de Veneza com vista espetacular da Piazza San Marco e pratos tradicionais da região feitos com precisão. O Cipriani, afinal, tem tradição no ramo: foi lá que, na década de 1960, inventou-se o carpaccio.

Serviço:
Hotel Cipriani
Giudecca 10, 30122 – Veneza (Itália)
Tel: +39 041 5207744 / +39 041 5207745 (reservas)

    Leia tudo sobre: CiprianiVenezaVendramin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG