A Mercedes do futuro

Modelo é movido a hidrogênio, chega a 220 km/h e tem autonomia de 1000 km

Rafael Freire, especial para o iG

Divulgação
O protótipo F 125! mostra como pode ser a tecnologia de um Mercedes-Benz em 2025

 

Como será a Mercedes-Benz do futuro, lá pelos idos de 2025, por exemplo? Certamente algo bem próximo à F 125!, cujo maior trunfo é ser movida a hidrogênio, tecnologia ainda não implantada por não ter sido suficientemente desenvolvida a ponto de ser viável para o mercado. Com este sistema, o carro atinge uma velocidade máxima de 220 km/h.

Mesmo com um desempenho tão parecido com os veículos à combustão, o F125! Se diferencia por não produzir nenhum gás poluente e ter autonomia maior. Ele é capaz de percorrer até 1.000 km sem precisar de recargas.

Isso só foi possível porque a Mercedes adotou um sistema um tanto quanto curioso. O modelo tem tração integral, pois é impulsionado por quatro motores elétricos, um em cada roda. Ainda assim, trata-se de um carro leve, graças à carroceria construída com um mix de plástico, fibra de carbono, alumínio e aço.

F125 pode atingir a velocidade máxima de 220 km/h. Foto: DivulgaçãoF125 é capaz de percorrer até 1000 km sem precisar de recargas. Foto: DivulgaçãoPublicidadeParte interna tem duas telas 3D: uma no painel de instrumentos e outra retrátil na frente do banco do passageiro. Foto: DivulgaçãoMotorista interage com o veículo pelo sistema de comando de voz. Foto: DivulgaçãoNo modelo, ainda se sobressai são as portas do tipo asa de gaivota, uma criação da marca implantada pela primeira vez em 1954. Foto: DivulgaçãoO modelo será movido a hidrogênio, uma tecnologia ainda inviável no mercado atual. Foto: Divulgação

 

 

 

 

Tão futurista quanto a parte mecânica é seu design. Suas formas dão ao carro um ar esportivo, mas sem perder a elegância, uma característica comum dos carros da Mercedes. Outra herança que se sobressai são as portas do tipo asa de gaivota, uma criação da marca implantada pela primeira vez em 1954, e que hoje está presente apenas no lendário SLS.

Por dentro, o F125! também impressiona. Ao contrário dos modelos atuais, seu painel tem poucos botões. Isso porque ele conta com um sistema que aciona todos os dispositivos do carro através de comandos de voz, toque e até gestos com as mãos. É como se o motorista interagisse com o veículo.

Outro destaque da parte interna são duas telas 3D, uma no painel de instrumentos e uma de 17 polegadas, retrátil, na frente do banco do passageiro. Com elas, os ocupantes do veículo podem além de explorar todos os sistemas de entretenimento do carro, navegar na internet e até nas redes sociais. Se quiser ainda mais conforto, poderá fazer isso mudando a posição das extremidades do banco traseiro para que se torne uma chaise longue.

- Leia também: A Mercedes além da Mercedes

No quesito segurança, o modelo conta com o sistema “Advanced Driving Assist”, que quando acionado através de um dos botões no painel, além de cumprir com todas as funções de um piloto automático convencional, faz um mapeamento da área ao redor do carro e o mantém a uma distância previamente estabelecida dos outros veículos.

Por ser apenas um protótipo, dificilmente o F125! entrará em produção. Porém, sem dúvida, sua tecnologia começará a aparecer nos próximos lançamentos da Mercedes-Benz.


 

Siga o Twitter do iG Luxo e fique por dentro das novidades e lançamentos

 

 

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG