As cinco motos mais desejadas do mundo

Reunimos as mais cortejadas máquinas sobre duas rodas do planeta para você sonhar

Rafael Freire , especial para o iG

Poucos veículos contam com um público tão apaixonado como as motocicletas. Sinônimo de liberdade para uns, poder e estilo para outros, a moto é um sonho de consumo para muitos aficionados. Para despertar ainda mais esse instinto, reunimos as cinco motos mais cortejadas do planeta. 

Mais:
- Uma Ducati com DNA Mercedes 

Feita de titânio, com carroceria em fibra de carbono, a Titanium Series FE Ti XX conta com motor de 225 cv e sistemas de freio e suspensão ajustáveis. Foto: DivulgaçãoUma das motos mais exclusivas do mundo, a Titanium Series FE Ti XX teve apenas dez unidades produzidas artesanalmente. Foto: DivulgaçãoA Dodge Tomahawk tem motor V10, igual ao do Dodge Viper e designer futurista. Mesmo sem estar homologada para as ruas está à venda por US$ 250 mil. Foto: DivulgaçãoA NCR M16 pesa apenas 145 kg e tem motor Ducati de 200 cv, controle de tração, suspensões reguláveis e sistema de telemetria. Preço: US$ 232.500. Foto: DivulgaçãoProduzida artesanalmente, a Icon Sheene tem motor Suzuki GSX 1400 equipado com turbo, que geram 250 cv. Preço, US$ 172 mil. Foto: DivulgaçãoConsiderada a Ferrari das motos, a MV Agusta F4CC contou com ajuda da fábrica de Maranello no desenvolvimento de seu motor de 198 cv. Foto: Divulgação

1- Ecosse Titanium Series FE Ti XX – US$ 300 mil

A Titanium Series FE Ti XX é uma das motos mais exclusivas do mundo. Lançada em 2011 pela Ecosse Moto Works, uma fabricante americana reconhecida por produzir artesanalmente suas motos, ela teve apenas dez unidades produzidas. Feita de titânio, com carroceria em fibra de carbono, a moto conta com motor capaz de desenvolver 225 cv de potência. Outro destaque da motocicleta são os sistemas de freio e suspensão ajustáveis.

Leia também:
- Cinco helicópteros para sonhar 


2- Dodge Tomahawk – US$ 250 mil

Quem disse que toda motocicleta deve ter apenas duas rodas? O modelo Tomahawk, que possui quatro pneus, é a prova de que essa teoria não está certa. Além deste diferencial, a moto tem um design bastante futurista e um motor V10, igual ao do Dodge Viper. Com isso, conta com uma incrível potência de 500 cv. Por quebrar tantos paradigmas ela não foi homologada para rodar nas ruas. Mesmo assim, a marca já está comercializando o modelo, e não faltam interessados.

Mais:
- A emoção de participar de uma regata
 

3- NCR M16 – US$ 232.500

O modelo tem DNA de competição e, por isso, não dispensa tecnologias e equipamentos comuns para as motos de pista. Controle de tração, suspensões reguláveis e sistema de telemetria são provas do caráter competitivo da M16. No quesito peso, inclusive, ela supera em leveza as motos do campeonato mundial de motovelocidade. Feita em fibra de carbono e titânio, a moto pesa apenas 145 kg, enquanto uma unidade da Moto GP, 150 kg. Para fechar o pacote de esportividade com chave de ouro, ela é equipada com um nervoso motor Ducati de 200 cv.
 

Divulgação
A Icon Sheene será produzida em edição limitada na Inglaterra

4- Icon Sheene – US$ 172 mil

A moto foi criada em homenagem ao britânico bi-campeão do mundo de motovelocidade Barry Sheene. Sua fabricação é artesanal e, por isso, também limitada em apenas 52 unidades. Para garantir um desempenho à altura do esportista, a fabricante britânica Icon adotou um motor Suzuki GSX 1400 equipado com turbo que, na configuração original, entrega potência máxima de 250 cv. Apesar de já contar com um desempenho de tirar o fôlego, a potência da moto pode ser ainda maior com o aumento da pressão do turbo.

Veja mais detalhes sobre a Icon Sheene 

5- MV Agusta F4CC – US$ 120 mil

A MV Agusta F4CC é considerada a Ferrari das motos. Além de também ser italiana, recebeu colaboração da lendária fábrica de Maranello no desenvolvimento de seu motor. A unidade era de 750 cm³ e com a ajuda da Ferrari passou a ser de 998 cm³. O que lhe garante 198 cv de potência. Foram produzidos 100 unidades do modelo F4CC, mas apenas 99 foram vendidos, pois o presidente da marca fez questão de ficar com a primeira unidade que saiu da fábrica.


Leia ainda:
- Alugue um superesportivo nas férias
- Um F1 para passear nas ruas 
 

Acompanhe as novidades do iG Luxo também pelo Twitter

 

Leia tudo sobre: motoducatiaugustaicon sheeneecosse

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG