10 dicas para acertar na compra do barco

Por Juliana Bianchi , iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Diretor técnico da Rio Boat Show ajuda marinheiros de primeira viagem a não tornar o sonho de ter um barco em pesadelo

Diz a sabedoria popular que um barco pode proporcionar dois grandes momentos de alegria, um quando se compra e outro quando se vende. O que não se fala é que boa parte dos que partiram para a liquidação do tão sonhado bem, na verdade, começou errado. Ou comprando por impulso ou com pouca orientação de qual a melhor embarcação para seu perfil.

Para ajudar a minimizar as chances de se arrepender, conversamos com o diretor técnico da Rio Boat Show Márcio Dottori e pegamos algumas dicas de análises e ponderações que devem ser feitas pelo futuro proprietário antes de chegar a uma feira náutica. “Para cada uso e perfil de pessoa existe um tipo de embarcação mais apropriada. Tenha sempre isso em mente na hora de escolher”, afirma Dottori.

Veja no que pensar:

1- Saiba bem para que você quer o barco: dar a volta ao mundo, impressionar os amigos, esquiar, pescar, passear apenas durante o dia  . Foto: DivulgaçãoPor exemplo, barcos para esquiar são menores e precisam ter estabilidade e motores potentes . Foto: Thinkstock/ Getty ImagesOs de pesca precisam ter mais espaço livre para a movimentação das pessoas e a acomodação dos equipamentos. Foto: Thinkstock/ Getty ImagesJá os à vela, mais estáveis e lentos, são ideais para quem curte mais o velejar do que o chegar a algum lugar . Foto: Thinkstock/ Getty ImagesTenha uma ideia clara de quem vai usar o barco: só você, toda sua família, seus amigos. Isso ajudará a escolher o tamanho da embarcação . Foto: DivulgaçãoSe pretende passear apenas durante o dia, prefira um barco com boa área de lazer. Foto: DivulgaçãoMas se pensa em pernoitar a bordo ou viajar, invista em embarcações com mais conforto, boa ventilação natural e suítes. Foto: DivulgaçãoLembre-se que um barco grande pedirá a contratação de uma tripulação mínima para ajudar nos passeios . Foto: Thinkstock/Getty Images3- Decida onde pretende navegar: em represas, águas rasas, mar aberto. Foto: DivulgaçãoBarcos que vão para mar aberto precisam ter cascos mais altos e resistentes. Foto: DivulgaçãoJá represas e águas rasas pedem barcos com motor de popa e bordas não muito altas. Foto: Divulgação4- Envolva toda a família na decisão de compra, assim eles estarão mais comprometidos a aproveitar esse bem com você. Foto: Thinkstock/ Getty Images5- Faça e refaça as contas para saber exatamente até quanto pode gastar. Foto: Thinkstock/ Getty Images6- Inclua também todos os gastos subsequentes como manutenção, seguro, combustível e marina, o que pode chegar a 12% do valor do barco, por ano. Foto: Thinkstock/ Getty Images7- Tenha boa noção de navegação e, preferencialmente, habilitação náutica (arrais amador). Saia antes com marinheiros experientes para se familiarizar. Foto: Thinkstock/ Getty Images8- Estude de antemão onde deixar o barco após a compra. Visite marinas e veja qual a que mais lhe agrada. Foto: Thinkstock/ Getty Images9- Programe-se para fazer manutenções constantes e ao menos uma grande revisão anual. Foto: Thinkstock/ Getty Images10- Contabilize o investimento em equipamentos de segurança (obrigatórios ou não) e lazer, como sondas, jet ski, boias, GPS e cartas de navegação. Foto: Thinkstock/ Getty Images

Leia também:

- As ilhas mais incríveis do mundo
- Um iate para navegar sem impactar a natureza

Leia tudo sobre: barcoiateRio Boat Showdicas para comprarluxo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas