Aceleração ecologicamente correta

Mercedes lança o primeiro carro de luxo híbrido, o S400, com motor de 295 cavalos e baixa emissão de poluentes

Amadeo Gattieri, especial para o iG São Paulo

Nestes tempos de aquecimento global, os carros de luxo viraram alvo de uma acusação: com seus motores potentes, eles gastam mais combustível do que o necessário e por isso contribuem para a degradação do meio ambiente. Mas a Mercedes decidiu mostrar que não precisa ser assim.

Seu novo modelo, o S400 BlueHybrid, é o primeiro sedã de luxo com tecnologia de propulsão híbrida. Além do tradicional motor V6 de 3,4 litros a gasolina, ele também tem um motor elétrico, que não emite nenhum tipo de gás poluente.

Ao dirigir o carro, que deverá sair por R$ 440 mil, você não sente nada de diferente. O conforto, o desempenho e a tecnologia são típicos de um sedã da série S, topo de linha da Mercedes. Os bancos têm um sistema que massageia o motorista e o navegador GPS mostra mapas das ruas em três dimensões.

Divulgação
Mercedes S400 BlueHybrid é o primeiro sedã de luxo com tecnologia de propulsão híbrida
Ao dar a partida e acelerar, nem dá para perceber que o carro é híbrido. O motor  elétrico de 20 CV é totalmente silencioso e suas baterias são recarregadas automaticamente pelo motor a gasolina. Dentro do capô, também nada de anormal: o propulsor elétrico é bem compacto, e fica escondido entre o motor e a transmissão.

Para completar, não há nenhuma redução no espaço interno ou no porta-malas do carro. Isso porque o S400 é o primeiro que utiliza baterias de lítio, as mesmas presentes em laptops, câmeras e outros tipos de equipamento eletrônico. Elas são muito mais potentes do que as baterias de hidreto metálico (NiMH) empregadas nos outros veículos híbridos, como o Toyota Prius. Mas, como custam mais caro, nunca tinham sido usadas em automóveis. O S400 é o pioneiro. Graças a essa inovação, as baterias do sedã Mercedes são leves e compactas: têm o tamanho de uma caixa de sapatos e pesam apenas 80 kg.

O propulsor elétrico ajuda a movimentar o S400, fazendo com que o motor a gasolina trabalhe bem menos. Principalmente quando o carro está partindo da imobilidade, em primeira marcha, ou quando o motorista pisa mais fundo para fazer uma ultrapassagem, situações que mais consomem combustível. Por isso, o Mercedes é incrivelmente econômico: roda até 13,2 km por litro de gasolina, quase o mesmo rendimento de um carro popular com motor 1.0.

Ou seja: ao dirigir o Mercedes S400, você está consumindo praticamente a mesma quantidade de combustível que um pequeno Gol ou Palio. Sem culpa.

Serviço:

Mercedes-Benz


    Leia tudo sobre: Mercedes Benz S400 BlueHybridiG Luxocarro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG