Ferrari lança serviço de customização

Mudanças de cor, acessórios, materiais e acabamentos serão definidas pelo cliente em parceria com um “personal designer” da marca

Juliana Bianchi, iG São Paulo |

O típico ronco do motor ainda estará lá, assim como as curvas arrojadas da carroceria e o clássico cavalinho negro sobre fundo amarelo ao centro do volante. De resto, daqui para frente, tudo poderá ser diferente em uma Ferrari.

Divulgação
Em estúdio semelhante ao das grandes casas de alta-costura, repleto de amostras e referências, um personal designer ajudará a customizar sua Ferrari

Até mesmo o tom de vermelho que ganhou o nome da montadora italiana. Sob influência do herdeiro e ex-ovelha negra da família, Lapo Elkann, 33, a empresa de Maranello lançou seu primeiro programa “Tailor-Made”, isto é, um serviço que possibilitará criar uma Ferrari sob medida, com as cores, acessórios, acabamentos e materiais que mais lhe agradam.

Mais clara tradução do luxo moderno, o serviço levou 29 meses de trabalho junto ao Centro de Estilo e Design da Ferrari para ser totalmente moldado, partindo de três coleções-conceito que servem de base para as milhares de alternativas de customização. “São centenas de possibilidades de cores, bancos, couros... Só de preto temos mais de 100 variações”, afirmou Elkann, dando uma prévia do produto durante visita ao Brasil, em novembro.

Quer ter um perfume só seu? Saiba como

Divulgação
"Infelizmente, o mercado não é feito apenas de pessoas que têm bom gosto”, diz Lapo Elkann
Tamanho trabalho de pesquisa e catalogação de fornecedores e materiais teve como objetivo não só oferecer ao cliente a maior gama de alternativas já vista na indústria automotiva, mas também garantir a manutenção da alta qualidade da marca em todos os detalhes e a proteção de seu DNA.

“Você precisa garantir que as raízes não se diluam com a customização, porque, infelizmente, o mercado não é feito apenas de pessoas que têm bom gosto”, diz Lapo, deixando claro que o céu não é o limite. Mesmo para aqueles que podem pagar por tamanha exclusividade. Afinal, não é qualquer um que, como ele, pode desfilar com ternos pistache, cereja ou azul-bebê e ainda ser apontado como ícone de elegância masculina.

Para cada uma das três coleções – Scuderia, Classica e Inedita – foram determinadas um certo número de possibilidades que combinariam melhor com cada estilo. Na primeira, por exemplo, inspirada no universo das corridas, prevalecem os materiais mais presentes nos carros de competição, como a fibra de carbono, o kevlar, a microfibra, o couro emborrachado, o chamois usado nos antigos F-1 e os acabamentos acetinados e foscos.

Na Classica, como o próprio nome indica, o enfoque são os acabamentos dos clássicos GTs de Maranello, com toques de modernidade. Surgem aí tecidos nobres, como o cashemere, a lã ou o veludo em tons pastel, couros com aparência vintage e elementos cromados. Já a Inedita introduz elementos de experimentação e inovação em termos de estilo, cor e materiais, como tecidos tecnológicos e de alfaiataria, jeans, couros diferenciados, fibra de carbono e pinturas matte.

Conheça uma Ferrari para o dia a dia

A 250 Testa Rossa, arrematada por US$ 16,4 milhões em um leilão, em agosto, serviu de inspiração para a customização deste modelo 458 Spider, azul com listras esportivas. Foto: DivulgaçãoOutra customização possível apresentada foi o interior da 458 Spider, com bancos em couro semelhante a chamois, como nos antigos F1, e revestimento em matelassê. Foto: DivulgaçãoPublicidadeFerrari California com interior todo customizado em jeans. Foto: DivulgaçãoCor de vidros, tipo de pitura e detalhes esportivos são algumas das possibilidades de mudança. Foto: DivulgaçãoInternamente, é possível escolher todos os detalhes, do formato dos bancos e seu estofamento à cor da linha das costuras. Foto: DivulgaçãoOutro carro ícone da Ferrari que ganhou toque moderno com as possibilidades da coleção Classic foi a FF, inspirada na 250 Europa, apresentada no lançamento do serviço. Foto: DivulgaçãoNessa versão, o interior do modelo FF recebeu teto forrado em cashemere, bancos em couro cinza e marrom escuro e carpete cinza. Foto: DivulgaçãoNo ateliê de design, na fábriac em Maranello, uma infinidade de materiais e possibilidades. Foto: Divulgação

“O cliente poderá mudar de dois a 500 itens no carro, de acordo com sua personalidade e gosto. E isso, claro, refletirá no preço”, afirma Lapo Elkann, sem, no entanto, dizer a quanto poderá chegar a brincadeira, que começa com uma visita à sede da empresa, em Maranello. É lá, em um estúdio semelhante ao das grandes casas de alta-costura, repleto de amostras e referências, que o cliente será apresentado a seu “personal designer”, profissional responsável por apresentar e conduzir o futuro proprietário de uma Ferrari totalmente personalizada às melhores escolhas, combinações e compatibilidades. Todas devidamente aplicadas, na hora, a um modelo virtual, para que se tenha uma prévia do produto final.

Uma vez definidos todos os detalhes, o cliente poderá acompanhar todas as etapas de fabricação e customização do carro até que ele seja entregue ou retirado na fábrica. De fato um verdadeiro luxo de ponta a ponta.

 

 

Acompanhe as novidades do iG Luxo também pelo Twitter.

 

 

Leia tudo sobre: ferraritailor madelapo elkanncarrocustomização

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG