Inspirado nos carros da F1 para voar nas estradas

Fabricado artesanalmente, o Hennessey Venom GT reúne o que há de melhor em performance e chega aos 442 km/h

Rafael Freire, especial para o iG |

Divulgação
Feito artesanalmente, apenas dez unidades do Hennessey Verom GT são produzidas por ano, ao custo de US$ 950 mil
Criado pela americana Hennessey Performance, uma das melhores oficinas de preparação de motor do mundo, o Venom GT reúne as qualidades das marcas mais conceituadas no que se refere a performance. Tem propulsor de Corvette 6,2 litros V8 bi-turbo de alumínio, câmbio manual de seis marchas do Ford GT, freios da marca de competição Brembo e base da carroceria do Lotus Exige. Essa foi a receita perfeita que John Hennessey, CEO da companhia, encontrou para projetar um dos carros mais rápidos do mundo.

Como todo superesportivo que se preze, a principal qualidade do Venom é o baixo peso aliado a muita potência. Para se ter uma ideia, o carro pesa 1.215 kg e tem 1.200 cv, ou seja, praticamente um quilo por cv de potência. Na prática esses números levam o modelo à velocidade máxima de 442 km/h.

Divulgação
A velocidade do Hennessey Venom GT pode chegar até 442 km/h

Para chegar a essa equação, Hennessey desenvolveu uma carroceria com base na do Lotus, porém mais leve e aerodinâmica, feita em fibra de carbono (material leve e resistente usado nos carros de F-1 e nas naves espaciais). O lema de Hennessey durante todo o projeto foi fazer tudo da maneira mais simples e eficiente possível. Por isso usou o painel, o pára-brisa e o interior do Lotus para economizar tempo e dinheiro, já que o foco do modelo era desempenho.

Siga o iG Luxo no Twitter

Seu interior dispensa mimos de conforto, mas instiga profundamente os amantes de competição. Ele tem bancos estilo concha, acabamento em camurça com costuras da cor da carroceria. Tudo foi milimetricamente pensado para manter o equilíbrio ideal, por isso o modelo leva apenas duas pessoas. Essa configuração garante ao carro uma distribuição de peso perfeita com 40% na frente e 60% atrás, onde fica o motor.

Por fora, o Venom GT também não nega sua vocação esportiva. Seu design é atraente com destaque para as entradas de ar no capô, nas laterais e na traseira. Elas, além de otimizarem a aerodinâmica do carro ainda atuam na refrigeração do motor. As rodas de 20 polegadas têm pintura preta e deixam os freios Brembo aparentes.

Feito artesanalmente, apenas dez unidades do Hennessey Verom GT são produzidas por ano, ao custo de US$ 950 mil.

    Leia tudo sobre: carroformula 1carro formula 1

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG