Botas para enganar o olhar

Coleção da Prada brinca com cores e desenhos para inspirar novas composições com o calçado

Alessandra Oggioni, especial para o iG |

Quem assistiu ao desfile da coleção outono-inverno 2011/2012 da Prada pode ter tido a impressão de que o ponto alto para os pés, na próxima estação, reside na volta do famoso sapato Mary Jane – mais conhecido como “sapato-boneca” –, com meias na cor nude, coloridas ou com estampas de bichos. Mas um observador mais atento certamente abriria um sorriso incrédulo ao perceber que, na verdade, o conjunto fashion não passa de um desenho muito bem feito no cano alto de uma bota. Esta, sim, hit da temporada.


A criação de Miuccia Prada para enganar o olhar faz parte do projeto Runway to Green, promovido pelo site Net-A-Porter, a revista Vogue e um grupo de designers de grandes marcas, a exemplo de Marc Jacobs e Gucci . O objetivo foi criar produtos a partir de técnicas de fabricação sustentáveis. Parte da renda obtida com a venda das peças será revertida a associações ligadas ao meio ambiente.

Apesar de ser uma edição limitada, alguns modelos das botas Mary Jane estão disponíveis na loja online Net-a-Porter, por US$ 1,5 mil.

Divulgação
Calça ou bota? Modelo da Hermès é, na verdade, uma peça contínua
No ano passado, a coleção de outono da Hermès já apresentava uma proposta parecida, para dar novo significado às botas. Desenhada pelo diretor criativo da marca, Christophe Lemaire, a bota de couro parecia se emendar à calça de mesmo tom, quando, na verdade, era mesmo uma peça contínua. Por conta disso, o modelo foi chamado por alguns editores de moda de “poots” - mistura de pants (calça) e boots (botas). Sem dúvida, uma nova maneira de ver um simples calçado .

Serviço:
Net-a-Porter

Siga o Twitter do iG Luxo e fique por dentro das novidades e lançamentos

    Leia tudo sobre: botapradacoleçãomary janemiuccia pradahermès

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG