Público masculino no foco do mercado de luxo brasileiro

Marcas de roupa, acessórios e cosméticos se movimentam para atender os homens mais exigentes e vaidosos

Juliana Bianchi, iG São Paulo |

O mercado de luxo voltado ao público masculino nunca esteve tão aquecido. E o Brasil acompanha a onda. Depois de assumirem sua vaidade refletida no crescimento do consumo de perfumes e cosméticos nos últimos anos, os homens estão em busca de melhorar sua figura como um todo. Incluindo-se aí roupas, acessórios e joias.

Veja também:
- Grandes estilistas abrem lojas exclusivas para homens


Divulgação
Serviços e materiais especiais para seduzir o público masculino


Não à toa, a Gucci já confirmou a abertura de seu primeiro ponto de venda voltado apenas aos homens no shopping Iguatemi JK – com inauguração prevista para o fim de abril, em São Paulo. Mesmo endereço de estreia de lojas próprias das tradicionais marcas de relógios masculinos IWC, Panerai e Jaeger-LeCoultre, todas do grupo Richemont. “A grande quantidade de clientes brasileiros aqui e no exterior nos motivou a ter um espaço próprio para expor toda nossas linhas de produto”, afirma Ramon Neto, diretor do grupo Richemont no Brasil.

Segundo ele, nos últimos três anos, o mercado dessas marcas cresceu de 15% a 20%, número que deve se manter mesmo com a abertura das lojas. “Existe um crescimento natural do mercado e não vamos extrapolar”, diz ele, que mesmo com a mudança de estratégia não pretende abrir mão da rede de distribuição já estabelecida há anos.

- Novo mapa do luxo em SP. Confira

Divulgação
Serviços e materiais especiais para seduzir o público masculino
No fim de fevereiro até mesmo o respeitado lanifício italiano Loro Piana fez um rasante por aqui para sentir de perto o interesse do público brasileiro pelos tecidos de alto gabarito. Presente no País por meio de distribuidores há mais de 10 anos, esta foi a primeira vez que a marca trouxe seus profissionais – um alfaiate de dois assistentes – para tirar medidas de seus clientes “in loco” para ternos que levarão até 60 dias para ficarem prontos, na Itália.

“Já trabalhávamos há algum tempo para trazer o Trunk Show da Loro Piana ao Brasil”, afirma Felipe Aziz, consultor de moda da loja Woodlouse, que hospedou o evento. De acordo com Felipe Jarnallo, representante da marca no País, há planos para inaugurar a primeira loja de produtos prêt-à-porter Loro Piana no Brasil, em 2013.
 

Divulgação
Serviços e materiais especiais para seduzir o público masculino
Você também pode se interessar por:
- Mercado de luxo cresce por todo o Brasil

- Óculos sob medida

Com os pés já bem fincados por aqui, a grife Ermenegildo Zegna também decidiu reforçar sua posição durante este mês. Até o dia 25 a marca aproveita o lançamento do tecido premium “Trofeo 600”, feito com lã entremeada com seda pura extrafina, para promover o serviço Su Misura.

Nele, alfaiates especializados tirar medidas e orientar na escolha dos tecidos, detalhes e estilo mais adequado ao tipo físico de cada pessoa são postos à disposição do cliente no horário e local que lhe for mais conveniente, para dar início à confecção de um terno totalmente customizado. Processo que envolve cerca de 500 mãos para fazer um único paletó, e que não sai por menos de R$ 7.500.

 

Acompanhe as novidades do iG Luxo também pelo Twitter.

 

 

 

 

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG