Esqui computadorizado

Óculos Transcend são os primeiros com GPS e visor de cristal líquido

Amadeo Gattieri, especial para o iG |

Imagine-se em uma cena digna dos filmes "Minority Report" ou "James Bond", na qual ao colocar os óculos você passa a receber informações projetadas diretamente na lente interna do acessório, sem precisar desviar o olhar do caminho a sua frente. Essa é a proposta dos óculos de esqui Transcend.

Em um pequeno visor de cristal líquido acoplado à lente direita é possível ver dados de altitude e temperatura, captados por sensores embutidos na estrutura, assim como as horas e o tempo da atividade. Além disso, um sistema de GPS ajuda a calcular a velocidade e a distância percorrida. As funções são controladas por três grandes botões na lateral dos óculos, fáceis de operar mesmo com luvas.

As informações podem ser gravadas no acessório e descarregadas no computador (PC ou Mac), com a ajuda de um cabo USB, para que os dados sejam analisados. Os percursos do esquiador são exibidos com imagens do Google Maps.

A Transcend oferece duas opções de lente: a convencional e a fotocrômica, que escurece ou clareia conforme a luminosidade ambiente. Os óculos utilizam uma bateria recarregável com autonomia de sete horas. Mas quem precisar de ainda mais capacidade, poderá contar com uma mochila com painéis solares, que garantem a recarga.

Mesmo com toda a tecnologia embarcada, os Transcend não são pesados: têm 257 gramas, apenas 60 a mais do que um modelo comum. Seu preço: US$ 400 (na versão com lentes convencionais) ou US$ 500 (lentes fotocrômicas).

Serviço:
Transcend GPS googles


    Leia tudo sobre: Óculos Transcendgpslenteóculosneveskiesqui

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG